Perspectivas imagéticas

Inmaculada Gordillo, Jefferson Barcellos, Danilo Bressan e Dorival Rossi (Orgs.)

Autores: Adriano Chagas, Alan César Belo Angeluci, Carlos Marciano, Carolina Gois Falandes, Cristina Susigan, Denis Porto Renó, Eliane de Oliveira Silva, Gabrielly del Carlo Richene, Inmaculada Gordillo, Jefferson Barcellos, João Fernando Marar, Lenes Donizeti Moreira Júnior, Luis Farinango, Natalia Martin Viola, Natalia Revello Mouriz, Regilene Sarzi, Renata Svizzero Fakhoury, Rita de Cássia Romeiro Paulino, Rosa Julián Gonzales, Sabrina Marcandali, Santiago Naliato Garcia, Vivianne Lindsay Cardoso, Yenny Paola Bejarano Bejarano

edição: abril de 2019
isbn 9789898971043 
páginas 435

A construção do conhecimento ocorre quando este circula, chega aos olhos dos outros. Mas, para que isso aconteça, é preciso ajustar-se às realidades presentes no ecossistema midiático e aos comportamentos presentes nesse ecossistema. Com esse olhar, Neil Postman publicou, em 1996, a obra O Fim da Educação. Na ocasião, considerou as mudanças comportamentais das crianças daquele momento. Essas crianças são os adultos de hoje, e resultam daquele cenário midiático, com uma liberdade de conhecimento até então desconhecida pela sociedade.

Mas, de que sociedade estamos falando? Falamos sobre uma sociedade conectada, aterrissado em um cenário onde a territorialidade se desmaterializa, transformando a matéria em bases binárias. Como nos propõe, há pouco mais de uma década, o antropólogo Marc Augé, vivemos em um não-lugar repleto de potenciais fluxos de conhecimento. Uma territorialidade experimentada por outra mudança social: a mobilidade. Esse espaço não-lugar, somado à mobilidade e à filosofia de conhecimento livre, oferece uma perspectiva em prol de uma sociedade melhor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.